top of page
  • Foto do escritorMalu Moreira

Cólica Equina – Causas- Tratamento- Prevenção - Ajude a salvar seu Cavalo

Atualizado: 9 de ago. de 2022



Olá Brutas e Brutos hoje vou falar de Cólica Equina um mal que assombra qualquer dono que tem cavalo!


Você sabia que a Cólica Equina é muito frequente? Conhecido pela gente como: Nó nas tripas, ou dor abdominal aguda é uma moléstia de Grau grave se não for tratada a tempo o cavalo pode ir a óbito!


Os sintomas da cólica  segundo escola do cavalo ocorre dor abdominal aguda, o cavalo fica rolando de um lado para outro na baia, sudorese, escavam o chão, ficam agitados, deita de barriga para cima, febre, algia, deitam e levantam várias vezes, fica na posição sentado como cachorro, deixando a gente muito preocupado de ver essa cena.


A cólica envolve a área gastrointestinal :

  1. Estômago

  2. Intestino Delgado

  3. Intestino Grosso

  4. Cólon Menor e Reto

Uma coisa que vejo muito por ai é aplicar analgésicos no cavalo antes de consultar o veterinário, é algo muito perigoso pois pode mascarar o problema e não vai saber aonde pode ser o real foco.


Quais são os segmentos acometidos do Trato Gastrointestinal).Podendo promover uma mudança de estado clínico e alterar o exame inicial se der qualquer medicamento.


O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico Segundo jjvet dependendo da severidade do diagnóstico dos exames avaliados.


Os sinais clínicos que avaliam a severidade da cólica são:

  1. Avalia a dor se é moderada ou severa

  2. Auscultação Intestinal

  3. coloração de mucosas (oral, vaginal, ocular)

  4. febre

  5. Frequência cardíaca e respiratório

  6. Sudorese excessiva

Segundo jjvet exame retal, a sonda nasogástrica com avaliação do Refluxo ( cor, odor e quantidade) são diagnósticos importantes para verificar a real situação da cólica.


A importância do tempo que ocorreu o início da cólica até o início do atendimento do Veterinário (a hora de ouro) vai ser crucial para salvar seu cavalo, em um período de 1 a 3 horas para oferecer um prognóstico cirúrgico ou clínico), o atendimento rápido e eficaz visa diminuir lesões na mucosa intestinal.


O que devemos fazer antes do veterinário chegar para o atendimento, fique andando com seu cavalo para ajudar a eliminar gases. Segundo agropet-nr  evitar que ele fique se rolando de um lado para outro podendo ter o risco de torção de algum segmento (intestino).


Colocar o animal em um local aberto para evitar que se machuque, evite os curandeirismos que tem por ai, como por exemplo pó de café nas narinas (pode ocorrer aspiração pelo pulmão).

Tem vários tipos de cólicas :

  1. Cólica Gasosa – dilatação do estômago pela ingestão de alimentos fermentáveis ou processos obstrutivos do piloro( passagem estômago -intestino delgado). A cólica gasosa pode advir de ingestão de alimentos grosseiros ( grão de milho, capins em estágio avançado de desenvolvimento) o tratador deve relacionar a quantidade de alimento com atividade do cavalo, se o cavalo é atleta, se fica parado na cocheira, se faz trabalhos leves, moderado ou intenso, se está na engorda isso tudo influencia. Alimentação em quantidade pode levar a cólica devido a fermentação aumentando os gases dilatando o estômago.

  2. Espasmos Gástricos –  É um tipo de cólica que ocorre após ingerir água fria depois de exercícios. Ocorre uma vasoconstrição com diminuição da irrigação sanguínea do estômago. Sempre aguardar 40 minutos após realizar exercícios.

  3. Torção do intestino Delgado - É  causada Segundo agropet-nr pelas alterações dos movimentos intestinais (diarreia, movimentos intestinais bruscos) chamado de nó das tripas. O diagnóstico para esse tipo de cólica é difícil, único tratamento é somente cirurgia que deve ser realizada de 6 a 8 horas após o ocorrido. Se não fizer a cirurgia, o mais rápido possível, o animal morre.

  4. Torções e Deslocamento do Intestino Grosso – parecido com a torção citada acima só que ocorre na porção do intestino grosso também pode levar a morte o animal.

  5. Compactação – São acúmulos de alimentos que ocorrem em qualquer parte do trato intestinal, ocorrendo bloqueio total ou parcial ao trânsito do conteúdo intestinal está associado a pouca ingestão de água ou água com areia (Sablose).

  6. Timpanismo – é causado por fermentação dos alimentos .

  7. Espasmo Intestinal – Contração da parede do intestino.

  8. Cólica Tromboembólica – Causadas por Larvas de Vermes Strongylus Vulgares que bloqueiam total ou parcialmente o vasos sanguineos  causando necrose nos tecidos.

  9. Enterolítiase – é a obstrução do intestino por cálculos ou pedras que se formam por deposição de minerais tendo no centro fragmentos de metais, pequenas pedras, partículas de madeira, barbantes.

Amigo(a)  espero que possa ter ajudado você com essa informações, que são muito úteis que ajudam a salvar nosso bem mais precioso. Nosso Amigo Cavalo.

Abraço e até o próximo Post.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2 Post
bottom of page