top of page
  • Foto do escritorMalu Moreira

Castração do cavalo

Atualizado: 27 de fev.

Cavalo inteiro ou castrado? Você conhece os benefícios da castração e os possíveis riscos para o cavalo? Sabe quando a orquiectomia deve ser feita e por que?



Olá amiga e amigo do chapéu, se tem algo que é muito importante para o bem-estar do garanhão e para a segurança dos outros animais e das pessoas que usam o cavalo, é a castração ou orquiectomia do equino.


A orquiectomia é a remoção cirúrgica dos testículos do animal com o propósito de reduzir consideravelmente a produção de testosterona, hormônio que além da função reprodutiva, também é responsável pela agressividade, estresse, inquietação. Portanto, o objetivo número um da castração é melhorar o comportamento do cavalo e garantir a boa socialização com os outros animais e com os seres humanos.


Os novos donos de cavalos costumam ter dúvidas sobre castrar ou não; sobre a idade ideal; como é a cirurgia; e, quais os riscos. Por isso, reuni neste artigo as principais informações que vão te ajudar a escolher o melhor caminho.


A decisão deve passar pela seguinte análise:


1 – O cavalo é geneticamente melhorado? Tem excelente herança genética e poderá ser usado para reprodução?

Nesse caso, a escolha poderá ser pela não castração, já que o animal tem grande potencial de transmitir bons genes e poderá ser usado como reprodutor.


2 – O cavalo será usado principalmente para passeio, prática de equitação ou trabalho?

Nesses casos é totalmente indicada a castração. Isso porque o animal ficará menos agressivo, melhorando a socialização tanto com outros cavalos quanto com humanos.


Além do aspecto comportamental, a castração traz outros benefícios como:

  1. Redução de custos no manejo – o animal estressado requer mais energia e uma alimentação especial;

  2. Ganho de produtividade – o cavalo trabalha melhor, porque está mais calmo e mais tranquilo;

  3. Controle da hereditariedade – a transmissão dos genes desejáveis será apenas dos garanhões mantidos para isso;

  4. Evitar possibilidade de orquite – a orquite é uma congestão testicular que pode ser causada por vírus, parasitas, traumas.

Mitos sobre a castração:

Cavalo fica mais lento? Isso é mito. Na verdade o cavalo fica mais focado em suas atividades. Trabalha melhor, fica mais concentrado no trabalho, come melhor e tem muito menos estresse. A única coisa que ele fará é procriar, mas poderá desempenhar todos os serviços que um cavalo inteiro faz, e de forma mais dócil; Devo castrar na lua cheia? Existe uma crença que castrando na lua cheia, fará mudar a cor da pelagem. Isso é puro mito.


Idade recomendada para castrar o cavalo

A idade ideal para realizar o procedimento de castração é quando o cavalo tiver atingido a puberdade – entre dois anos e meio e três anos de idade. Antes disso não é indicado porque o hormônio (testosterona) é importante para o crescimento. Ou seja, castrar muito cedo pode atrapalhar o desenvolvimento. Por outro lado, castrar muito tarde dificulta a recuperação pós-cirúrgica e, ainda, pode não surtir o efeito desejado no comportamento, ou seja, ele já terá adquirido os hábitos de um garanhão.


A segurança do procedimento:

A orquiectomia sempre deve ser realizada por um médico veterinário. Apenas o profissional preparado, registrado no conselho de medicina veterinária, realizará a castração de maneira segura e eficiente.


O procedimento deverá ser planejado com antecedência, já que existe uma preparação adequada com jejum, antibióticos etc. No dia da cirurgia o cavalo também passará por um preparo com aplicação de pré-anestésico, indução anestésica, imobilização adequada para a segurança do animal e das pessoas envolvidas na castração. Em seguida será realizada a higienização do local, a anestesia local e a retirada dos testículos de forma rápida e indolor.


Tipos de castração – Existem dois tipos de castração: a realizada em campo e a outra em ambiente fechado como o hospital veterinário. No entanto, em ambos os casos a preparação, pré e pós-operatórios deverão ser seguidos a risca. A decisão por qual local realizar deve ser do dono e do veterinário encarregado. Recuperação – Logo após o procedimento, assim que o efeito das anestesias passarem o cavalo já conseguirá ficar em pé. O carinho e toque após a cirurgia são ótimos na recuperação. Mas, certos cuidados deverão ser adotados como, administração de anti-inflamatório e antibiótico para prevenir infecções, aliviar dores e inchaços. Assim a recuperação do cavalo será mais confortável. Em cerca de 15 dias o animal já começará a retomar as atividades. Após uns 20 dias (veterinário vai indicar) deverá começar com exercícios leves. E, entre 30 e 40 dias estará completamente recuperado.


Riscos: Castrar o animal sem os devidos cuidados pode causar fraturas lombares, luxação da cabeça do fêmur, erro na cirurgia como ficar um pedaço do testículo, epidídimo, e continuar produção hormonal ou até problemas mais graves que levem a necessidade sacrificar o animal.


Atenção: O comportamento do cavalo não muda automaticamente após a castração, tampouco o apetite. A mudança será gradual.

Espero que esse conteúdo tenha sido útil.


Aproveite para conhecer as redes sociais do Vício Country e acompanhar as dicas e informações no canal Vício Country no Youtube.


Malu Moreira – atleta amadora de rédeas, fisioterapeuta e criadora do portal Vício Country.


666 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2 Post
bottom of page