top of page
  • Foto do escritorMalu Moreira

Dieta rica em óleos ajuda nutrição dos cavalos

Atualizado: 27 de fev.

Os óleos possuem 2,25 vezes mais energia quando comparados aos carboidratos.



Olá amiga e amigo do chapéu, você já ouviu falar que os óleos na dieta do cavalo são muito ricos e fornecem 2,25 vezes mais energia quando comparados aos carboidratos?


Nas últimas décadas muitas pesquisas têm sido realizadas sobre a nutrição dos equinos. Isso se deve, claro, ao aumento crescente da equideocultura (criação de cavalos de raça) e da popularização da equitação como esporte e lazer. Os animais envolvidos nessas atividades, cavalos atletas ou de trabalho intenso, têm exigência energética muito alta. Observando essa exigência energética os pesquisadores descobriram que a principal fonte potencial de fornecimento da energia extra necessária é o óleo.


As dietas ricas em óleos promovem melhor metabolismo lipídico intramuscular e hepático. Também aumentam as reservas de glicogênio, principal forma de armazenamento da glicose no organismo, e são bem aproveitadas pelos equinos. Diferentemente do amido que rapidamente se transforma em glicose tornando-se energia disponível imediatamente e que, por isso, deixa o animal mais agitado, com energia extra para gastar.


Um estudo submeteu cavalos puro-sangue inglês ao exercício intenso e inseriu, durante três semanas, 10% de gordura animal na dieta. O resultado foi o aumento das reservas e uso de glicogênio muscular. Sendo assim, foi possível constatar que os óleos possuem 2,25 vezes mais energia em comparação aos carboidratos e que são alimentos bem aceitos pelos equinos.


Os principais óleos utilizados na suplementação, e com a mesma quantidade de energia disponível (em torno de 8,9 mcal de energia digestível por kg de produto) são os óleos virgens, prensados a frio e os óleos refinados. Além das gorduras de origem animal – essas não têm boa aceitabilidade.


Os virgens como os de arroz, linhaça e oliva são ricos em ácidos graxos, contém ômegas 3, 6, 7 e 9 além de vitamina E, importantes fontes energéticas que concentram todas as propriedades das sementes. Os refinados, como os de soja, girassol, algodão, milho e canola, quando aquecidos no processo de industrialização perdem as propriedades da semente.

Virgens:

  1. Óleo de Arroz – tem efeito anabólico para cavalos atletas e é excelente para éguas gestantes, pois auxilia no desenvolvimento fetal e na lactação aumentando a produção de leite. Tem Gama-oryzanol um composto antioxidante natural que previne o risco de desenvolvimento de doenças coronarianas;

  2. Óleos de linhaça e oliva.

Refinados:

  1. Óleo de Soja – um dos mais baratos;

  2. Óleo de Milho – mais palatável;

  3. E, também, girassol, canola e algodão.

Os óleos na dieta dos equinos têm o intuito de suprir uma determinada demanda energética, já que são capazes de reduzir danos musculares, como a rabdomiólise, processo inflamatório do tecido muscular. Além dos benefícios nutritivos, a utilização dos óleos traz melhora significativa no brilho e cor da pelagem.


As quantidades adequadas de gordura na dieta não estão bem definidas, as opiniões variam bastante de acordo com alguns pesquisadores. Há relatos de que a quantidade adequada de gordura a ser adicionada na alimentação deve variar entre 10 e 12% do total da dieta, 10 a 12% de concentrado e 12 a 20% de energia digestível da dieta.


Além disso, são vários os fatores que devem ser analisados antes de determinar as quantidades como qualidade e disponibilidade do volumoso e da ração, tipo de exercício a que o animal é submetido, qualidade genética do cavalo, peso etc. Aqui no Centro de Treinamento Marcos Guaita, em Piraquara (PR) nós usamos de 50 a 100ml de óleo nas dietas dos nossos cavalos diariamente – e, até 350 ml para cavalos de exposição.


Por isso, consulte sempre um profissional especializado em manejo nutricional para garantir a saúde e bem-estar do seu cavalo. Também é indicado incluir o óleo na dieta de forma experimental e progressiva para observar se há melhorias significativas ou não no desempenho do animal, já que os resultado pode variar de acordo com a raça, idade, sexo e, principalmente a função exercida.


Espero que esse conteúdo tenha sido útil. Assista mais informações sobre os óleos na dieta dos equinos aqui


Aproveite para conhecer as redes sociais do Vício Country e acompanhar as dicas e informações no canal Vício Country no Youtube.


Malu Moreira – atleta amadora de rédeas, fisioterapeuta e criadora do portal Vício Country.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2 Post
bottom of page