top of page
  • Foto do escritorMalu Moreira

Insuficiência Alimentar do Cavalo no Inverno

Atualizado: 27 de mar.

Saiba o que é a Síndrome da Insuficiência Alimentar, como identificá-la e quais os cuidados.


Cavalo com cobertor

Olá amiga e amigo do chapéu, trago um novo alerta para o bem-estar do seu cavalo…


Você sente mais fome no inverno? Acredito que sim, eu também, claro. Isso, porque nosso metabolismo usa mais energia para manter nosso corpo aquecido e funcionando normalmente. Com o cavalo acontece a mesma coisa e, no inverno, ele necessita de cerca de 20% a mais de energia e alguns cuidados extras para permanecer com uma perfeita qualidade de vida.


A deficiência nutricional, especialmente no inverno, pode ocasionar uma doença chamada de Síndrome da Insuficiência Alimentar. É uma doença que acomete mais animais durante o inverno e pode estar associada ao manejo nutricional equivocado. Por isso, o manejo (feito por profissional especializado) deve ser mais rigoroso e nas dosagens corretas na época de frio, para garantir a qualidade de vida do equino.


O cavalo com insuficiência alimentar vai apresentar sinais e mudanças de comportamento como fadiga e má condição física, depressão, diminuição da temperatura corporal, membros e orelhas frios, emagrecimento, e por incrível que pareça, diminuição do apetite.


Se não for identificado e tratado em tempo o animal passará a buscar no seu próprio metabolismo as reservas de gordura para equilibrar a temperatura corporal e demais funções, em um ciclo vicioso que vai se intensificando até o esgotamento das reservas.


Há, ainda, outros fatores preocupantes que são a qualidade do pasto e a redução do consumo de água típicos do inverno. No frio as pastagens sofrem com as baixas temperaturas e a produção de feno é afetada. Com uma alimentação de baixa qualidade e uma possível desidratação o cavalo pode sofre de cólicas.

Além da cólica, nessa época de frio, os equinos podem ter Gripe Equina, causada pelo Influenza Vírus, a Adenite Equina, popular garrotilho, e a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) – que é um estado alérgico crônico com crises respiratórias.


Antes mesmo do inverno começar o correto é dar a vacina da gripe – doença de fácil contágio típica dessa estação do ano que causa febre, tosse e pode até evoluir para pneumonia. O animal doente se alimenta mal e pode prejudicar a nutrição evoluindo também para a insuficiência alimentar.


O melhor tratamento é a prevenção. Por isso, para prevenir estes problemas é fundamental manter o cavalo bem alimentado durante todo o ano. Muitos cavalos adultos conseguem se manter com feno de boa qualidade, sal mineralizado e água em quantidade e qualidade suficientes. O feno produz temperatura corporal mais elevada devido a forma como é digerido, por um processo de fermentação no intestino.


Um cavalo adulto inativo, de 450 kg de peso, por exemplo, precisará de 10 a 12 kg de alimento por dia no inverno. Em todas as estações do ano o cavalo adulto precisa de, pelo menos, 45 a 50 litros de água por dia. A água deve ser fornecida em temperatura entre 5 e 10 graus centígrados. Se a água estiver muito fria ou com gelo os cavalos bebem menos.


Também não há necessidade de criar reservas nutritivas, o importante é o acompanhamento. Observar o cavalo diariamente e garantir que está bem alimentado e bem hidratado. Espero que esse conteúdo tenha sido útil.


Aproveite para conhecer as redes sociais do Vício Country e acompanhar as dicas e informações no canal Vício Country no Youtube.


Malu Moreira é atleta amadora de rédeas, fisioterapeuta e criadora do portal Vício Country.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2 Post
bottom of page