top of page
  • Foto do escritorMalu Moreira

Saiba como é o sono do cavalo

Atualizado: 27 de fev.

Por que o cavalo dorme em pé?



Olá amiga e amigo do chapéu, você já teve curiosidade de saber como é possível o cavalo dormir em pé? E, se essa maneira de dormir é realmente eficiente?

Bem, então já vou logo respondendo que sim, a forma que os cavalos dormem é muito eficiente. E, o fato de dormirem em pé tem explicação na anatomia. Isso porque, com uma coluna rígida e um corpo pesado, o cavalo tem dificuldade para se levantar, característica que o colocaria em situação vulnerável diante de um predador. Portanto, dormir em pé facilita a fuga e é uma vantagem evolutiva dessa espécie milenar.


Além disso, o cavalo é um animal que tem ligamentos especiais (chamados suspensores do boleto) que são capazes de travar as articulações das pernas, permitindo ao animal ficar firmemente em pé, com um gasto mínimo de energia. Mas, isso não o impede de dormir deitado, o que só acontece quando o animal se sente totalmente seguro, aliás é com esse sono que ele mais repõe as energias.


Duração e etapas do sono do cavalo

Diferentemente do ser humano que dorme em média oito horas por noite, o cavalo dorme cerca de três horas e meia e de forma fracionada.


O sono do cavalo é composto de três etapas: o estado de sonolência, o sono lento e o sono paradoxal, também chamado sono REM (do inglês “Rapid Eye Movements”). No cavalo adulto as etapas de sonolência, sono lento e sono paradoxal ocorrem em sequência formando ciclos. A função exata dessas diferentes fases do sono ainda não é conhecida. O que se sabe é que o sono, e principalmente o paradoxal, é indispensável para a integridade física dos animais e do homem.


O curioso é que o cavalo só dorme em pé nas fases mais superficiais, as duas primeiras fases do sono. É durante a etapa de sono profundo que o cavalo se deita, os músculos relaxam, e o animal está totalmente desligado, porém a atividade cerebral é intensa. É nesse momento que os cavalos sonham, sim eles também sonham.


A duração de cada fase do sono do cavalo é bem diferente do que no homem. O sono mais profundo, o paradoxal, dura, até, três minutos enquanto que no homem dura cerca de 20 minutos. As fases de sono lento também são mais curtas nos cavalos, duram apenas 10 minutos e no homem cerca de 40 minutos.

Assim como os ancestrais selvagens, ainda hoje os cavalos quando estão dormindo em pé sempre têm um em vigília que se encarrega de dar alerta em caso de perigo. Portanto, os membros da manada não dormem todos ao mesmo tempo.


Privação de sono do cavalo

Um cavalo fechado em uma baia pequena sem espaço para se deitar contribuirá para a insônia ou privação da etapa de sono paradoxal (a dos sonhos), o que poderá levar o animal a ter perturbações ligadas a essa deficiência. Estudos experimentais mostraram que o cavalo consegue tolerar seis ou sete dias de privação de sono sem sofrer fisicamente. Por outro lado, o humor do animal ficará instável, irritadiço e agressivo.


É possível compensar um déficit de sono por meio do aumento de tempo de sonolência. Portanto, em situações de viagens, transporte em competições, por exemplo, é importante que o cavalo tenha um ambiente propício para a sonolência. De volta à rotina o cavalo dormirá mais tempo como forma de compensar a privação de sono.


O animal também pode sofrer de insônia e perturbações do sono no caso de estresse. É recomendado observar o tempo de sono do cavalo e o tempo que passa deitado. Porque o cavalo que se deita menos do que o habitual pode estar demonstrando algum medo do ambiente em que está, por exemplo receio de deitar e não poder se levantar. Eventualmente uma mudança de cocheira pode causar esse tipo de estresse.


Excesso de sono do cavalo

Sono em excesso também é preocupante porque pode ter relação com alguma doença, é um sinal clínico de alerta. Pode revelar infecção viral ou bacteriana do cérebro e configurar aumento do tempo em sonolência. As causas podem ser excesso de treino e fadiga.


Para identificar o indicado é a observação. Um cavalo adulto que deita várias vezes ao dia e por períodos prolongados merece atenção. Se o animal dorme demais pode ter uma doença rara, a Narcolepcia. Essa doença não tem causa conhecida e gera dificuldade de ficar acordado com episódios súbitos de sono paradoxal, ou seja, o cavalo passa rapidamente do estado acordado para o sono mais profundo. Os episódios duram alguns minutos e o comportamento do cavalo entre as crises é normal.


De tratamento difícil, essa doença pode ser tratada com medicamento. Aparece cedo no potro, que pode apresentar várias crises durante a juventude e depois os sintomas podem desaparecer ou persistir a vida toda. Em casos mais graves o animal é inutilizado.


Espero que esse conteúdo tenha sido útil.


Aproveite para conhecer as redes sociais do Vício Country e acompanhar as dicas e informações no canal Vício Country no Youtube. Malu Moreira – atleta amadora de rédeas, fisioterapeuta e criadora do portal Vício Country.


329 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2 Post
bottom of page